terça-feira, 19 de agosto de 2008

O Vice de McCain…

Acho que a primeira tentação do senador do Arizona foi Charlie Crist, o governador da Florida, juntamente com o Ohio um dos estados que se tem de ganhar.
Mc Cain vai anunciar a sua escolha ali, onde ganhou a Mike Huckabee que deixou a corrida livre para a sua nomeação fácil.
Crist é um grande e popular governador, mas ainda não casou aos 50 anos…Não sei se McCain arrisca o seu nome, mas ao mesmo tempo conta com o seu apoio que foi providencial para a sua vitória nas primárias, no estado em que Giuliani jogou tudo.
Huckabee foi um fenómeno oriundo do Arkansas, quase um furacão. Representa a América mais conservadora e religiosa, mas tê-lo como Vice é igual a ter de conviver diariamente com um Russ Limbaugh, o porta-aviões dos comunicadores tele-evangelistas republicanos, uma chatice diária.
A minha aposta, e baseio-me explicitamente na opinião de Karl Rove, na SIC Notícias, que sabe muito mais disto do que os milhões de escribas que escrevem sobre eleições americanas em todo o mundo é Mitt Romney.
Unir o partido, trazer a sua capacidade de gestão, a força na arrecadação de fundos, as muitas vitórias que teve nas primárias e a experiência de governador do Massachusets um estado democrata e berço da família Kennedy.
Tem um senão: é mórmon, mas até os mórmons têm tido boa imprensa com a notável prestação de Bill Paxton na série genial “Big Love”, onde vive com três mulheres.

1 comentário:

Nuno Gouveia disse...

A opção de Romney é a escolha mais consensual, e como tal, a mais provável. Outra seria Tim Pawlenty, governador do Minnesota, estado que pode virar para o GOP este ano. Pawlenty é mais desconhecido a nível nacional, mas é um aliado e amigo de Mccain, o que o pode deixar mais confortável.

Acho que Charlie Crist está fora de hipótese, até porque Mccain está a dar-se bem na Florida. Mas Crist já resolveu esse problema de não ser casado, ao anunciar que iria casar ainda durante este ano com uma empresária de Nova Iorque. E concordo em absoluto com a impossibilidade de Huckabee ser o escolhido.

Newt Gingrich disse que as suas preferências recaiam em Sarah Palin e Bobby Jindal, duas opções que iriam criar "excitação" no ticket. Jindal já disse que não deseja o cargo, até porque ainda é muito novo (37 anos) e que esperar pela sua vez. A Governadora do Alaska tem low profile, mas é mulher, bonita e é adorada pelo GOP. Poderia ajudar a ganhar o voto das apoiantes de Hillary, que vão ser decisivas. É também um dos nomes mais referenciados.

Se Mccain escolhesse Tom Ridge ou Joe Lieberman, isso certamente iria enfurecer a base mais conservadora do GOP. Mas afinal de contas, Mccain sempre foi um rebelde no Partido Republicano. Não seria total surpresa...